Toda atividade econômica precisa ter a sustentabilidade como um de seus pilares e as cobranças pelo compromisso das empresas com o meio ambiente são cada vez mais fortes. Nesse cenário, embora o tratamento de efluentes industriais seja exigido por lei, ele também é uma maneira de consolidar uma imagem positiva no mercado. 

Neste artigo, você terá uma visão introdutória dos principais processos utilizados para lidar com os resíduos resultantes da produção industrial. Confira!

1. Tratamentos físicos

Os tratamentos físicos de efluentes industriais são aqueles que removem resíduos sólidos por meio de separações físicas. Eles também servem para remover matéria orgânica e inorgânica em suspensão coloidal e eliminar a presença de microorganismos.

Entre os diversos métodos existentes, podemos citar:

  • gradeamento;
  • peneiramento;
  • caixas separadoras de óleo e gordura;
  • sedimentação;
  • flotação;
  • filtração em areia ou em membranas.

2. Tratamentos químicos

Os tratamentos químicos de efluentes industriais são os que removem poluentes por meio de reações químicas. Eles também servem para condicionar a mistura de efluentes a ser tratada em outros processos. Veja alguns dos principais métodos utilizados nesse tipo de tratamento:

  • clarificação química;
  • eletrocoagulação;
  • precipitação de fosfatos e outros sais;
  • cloração;
  • oxidação e desinfecção por ozônio;
  • redução do cromo hexavalente;
  • oxidação de cianetos;
  • precipitação de materiais tóxicos;
  • troca iônica.

Esses processos são utilizados em conjunto com os tratamentos físicos e as substâncias a serem utilizadas em cada um deles são determinadas por análises laboratoriais. A ideia é encontrar o método que alcance o resultado desejado com o menor consumo possível de insumos.

3. Tratamentos biológicos

Os tratamentos biológicos de efluentes industriais são os que removem a matéria orgânica transformando-a em sólidos sedimentáveis e gases. Esses fenômenos já ocorrem naturalmente, mas a aplicação de processos específicos faz com que eles aconteçam em menos tempo.

Os métodos incluem o uso de bactérias e outros microorganismos específicos que consomem a matéria orgânica poluente. Eles são muito utilizados para resíduos vindos de caixas de gordura, fossas sépticas, aterros sanitários e indústrias que geram efluentes biodegradáveis. 

Considerados como os mais eficientes para remover a matéria orgânica dos esgotos, os tratamentos biológicos são classificados em:

  • aeróbios, que se dão pela presença de oxigênio;
  • anaeróbios, em que não há presença de oxigênio;
  • facultativos, que ocorrem em duas camadas, uma aeróbia e outra anaeróbia.

A Okena oferece soluções personalizadas para tratamento offsite e toda a assessoria necessária para evitar o lançamento ilegal de efluentes industriais.

Entenda a diferença entre os modelos onsite e offsite e como sua empresa pode ter mais segurança ao lidar com os resíduos gerados pela atividade industrial.