A sociedade atual incentiva o cuidado com corpo, pele e cabelos, incluindo a rotina básica de higiene. Com isso, a produção de cosméticos tem composto uma fatia cada vez maior da economia do país.

Esse crescimento nos leva a refletir sobre os cuidados necessários ao tratamento de efluentes na indústria de higiene e cosméticos e, se você quer saber mais sobre o assunto, continue lendo esse artigo!

Qual é a composição dos efluentes oriundos da indústria de higiene e cosméticos?

Os elementos encontrados nos resíduos de indústrias de higiene e cosméticos costumam ter alta demanda química de oxigênio, sendo os mais comuns:

  • óleos;
  • sulfetos;
  • tensoativos;
  • fosfatos;
  • polifosfatos;
  • despejos amoniacais. 

O descarte irregular de cada uma dessas substâncias pode provocar danos distintos à saúde humana e ao meio ambiente. Por isso, são necessárias avaliações prévias do conteúdo a fim de indicar as melhores práticas de acordo com a variabilidade de seus componentes e possibilitar a redução tóxica do material final.

Como é feito o tratamento de efluentes na indústria de higiene e cosméticos?

Os tratamentos físico-químicos são os mais utilizados para efluentes oriundos da indústria de higiene e cosméticos, e o pré-tratamento para remoção de matéria orgânica envolve processos oxidativos ou a combinação entre coagulação química e precipitação ou flotação por ar dissolvido. 

Já o tratamento por meio de sulfato de alumínio e coagulantes naturais permite a formação de flocos e, devido ao seu baixo custo, tem sido cada vez mais utilizado. Como resultado de ambos os tratamentos, o material final tem sua toxicidade reduzida.

Atualmente, existem duas alternativas que permitem o tratamento de efluentes na indústria de higiene e cosméticos:

Tratamento onsite:

Essa alternativa prevê a construção e manutenção de uma estação de tratamento de efluentes própria. Isso requer adequações de espaço físico e instalações, bem como a contratação de mão de obra especializada.

Essas medidas são necessárias para adaptação à legislação vigente e podem gerar altos custos. Além disso, deve haver monitoramento constante a fim de evitar danos relacionados à contaminação de áreas próximas.

Tratamento offsite

O tratamento offsite é a terceirização do tratamento de efluentes. A empresa contratada se torna responsável por todas as questões legais e burocráticas relacionadas à coleta, ao transporte e à destinação final dos resíduos.

Além de ser uma opção economicamente mais viável, essa é a alternativa ideal para indústrias que não tenham espaço disponível para a instalação da ETE.

O tratamento de efluentes na indústria de higiene e cosméticos é desafiador, já que o material deve ter aproximadamente 85% de sua carga orgânica reduzida antes de ser descartado. Por isso, conte com as soluções da Okena para tornar a gestão de resíduos da sua empresa mais objetiva e segura.