Nas últimas décadas, a preocupação com o impacto causado pelas atividades produtivas se tornou um dos principais paradigmas no universo empresarial. As cobranças vêm de governos e do próprio consumidor, que está valorizando cada vez mais as marcas conscientes de sua responsabilidade socioambiental. 

Um dos conceitos mais importantes dessa área é o chamado Triple Bottom Line, que estabelece os pilares da sustentabilidade. Nesse artigo, vamos explicar o que cada um deles representa e como aplicá-los na sua empresa. Confira!

Quais são os três pilares da sustentabilidade?

Muita gente ainda acredita que sustentabilidade se refere apenas ao meio ambiente. Contudo, o conceito de Triple Bottom Line ampliou o alcance do termo ao demonstrar que, além de cuidar da natureza, as empresas também devem se atentar ao impacto que causam em outras áreas. Portanto, os três pilares da sustentabilidade são:

Pilar Social

O pilar social levanta a preocupação com o capital humano das organizações e a forma como elas se relacionam com a comunidade em seu entorno, o que também inclui seus fornecedores e clientes. Além de oferecer uma remuneração justa aos colaboradores e ajudar a promover o desenvolvimento deles, as empresas devem olhar para fora.

A criação de programas sociais para beneficiar as regiões em que atuam faz com que elas se integrem à sociedade. Políticas voltadas para áreas como educação, saúde e lazer tendem a elevar o potencial de desenvolvimento local, o que também favorece a própria empresa. 

Pilar Ambiental

O pilar ambiental é aquele que se concentra na manutenção dos recursos naturais. Ele está fortemente vinculado à ideia de economia circular, que valoriza o investimento em novos métodos de produção, que evitem o desperdício e priorizem ações de reciclagem e o tratamento adequado de efluentes industriais.

O desenvolvimento econômico de uma empresa não pode ocorrer às custas da destruição dos ecossistemas com os quais ela interage. Ao adotar um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) e implementar um ciclo de melhoria contínua de seus processos, as organizações se tornam mais eficientes e fortalecem as bases do próprio negócio.

Pilar Econômico

O diferencial do pilar econômico dentro do Triple Bottom Line é que ele não considera apenas o lucro financeiro como indicador de sucesso. É claro que ele faz parte do resultado, mas há também uma valorização dos demais pilares, que faz com que a empresa atue de forma justa e alinhada à legislação.

Como implementar práticas sustentáveis na sua empresa?

A implementação dos pilares da sustentabilidade está fortemente relacionada ao conceito de Environmental, Social and Governance (ESG). Trata-se de um conjunto de boas práticas corporativas que ganhou um peso significativo na forma como as empresas são avaliadas pelo mercado.

As recomendações incluem métodos de combate à corrupção, iniciativas voltadas para a inclusão social e adoção de processos sustentáveis na produção. Um dos pontos mais importantes do ESG é a priorização de parcerias com empresas que também valorizam esses aspectos.

A Okena, por exemplo, é uma empresa especializada em tratamento de efluentes industriais e conta com o certificado B, que atesta a aplicação dos melhores métodos de governança corporativa. Nossa planta, localizada de forma estratégica em Itapevi-SP, permite o atendimento a parceiros em todo o estado de São Paulo.

Quer saber mais? Conheça as soluções da Okena para otimizar a gestão de resíduos e transforme a sustentabilidade em uma característica essencial do seu negócio!